5-A ASMA E O ESPORTE

POR QUE OCORRE UMA CRISE DE ASMA?
Os brônquios de pessoas que têm asma são inflamados e, por causa disso, tornam-se muito sensíveis. Um resfriado comum, poeira, contato com animais, fumaça do cigarro e variações de temperatura podem ser “gatilhos” que disparam uma crise de asma. Com isso as vias aéreas ficam mais estreitas e torna-se mais difícil para respirar. A pessoa apresenta tosse, chiado e falta de ar.
 
MUITAS PESSOAS QUE TÊM ASMA SÃO RELUTANTES EM FAZER QUALQUER EXERCÍCIO OU ESPORTE PORQUE TÊM MEDO QUE ISSO POSSA DESENCADEAR UMA CRISE DE ASMA. ESSA PREOCUPAÇÃO SE JUSTIFICA? 
Na realidade, os sintomas da asma também podem ser desencadeados por esforço físico. Isso é conhecido como asma induzida pelo exercício. Durante o exercício físico, normalmente se respira mais rápido e pela boca. O ar que entra nos pulmões é mais frio e seco do que o normal e isso pode irritar as vias aéreas que estão mais sensíveis e desencadear uma crise.

No entanto, vários estudos já demonstraram os benefícios da atividade física regular para quem tem asma. A prática de exercícios aeróbios pode reduzir os sintomas de quem tem asma e melhorar o seu nível geral de aptidão física. Mas para a prática de exercícios ter resultado, é importante manter a asma sob controle e adaptar as atividades físicas ao nível individual de aptidão de cada um.
 
QUAIS OS BENEFÍCIOS DA ATIVIDADE FÍSICA PARA QUEM TEM ASMA?
Pesquisadores da Cochrane Collaboration (uma rede internacional de pesquisadores) investigou os efeitos dos esportes e exercícios nas pessoas com asma . Para fazer isso, eles analisaram 19 estudos envolvendo um total de cerca de 700 participantes. Todos os participantes fizeram parte de programas de exercícios que duraram entre 6 e 16 semanas. As atividades foram realizadas duas ou três vezes por semana, e durou, pelo menos, 20 minutos de cada vez. As atividades incluíram ciclismo, caminhada e natação.

A pesquisa mostrou que o esporte e o exercício têm um efeito positivo sobre os sintomas da asma . Pessoas que fizeram certos programas de exercício apresentaram menos sintomas de asma e menor frequência das crises em comparação com pessoas com asma que não participaram dos programas. Os estudos também sugerem que este tipo de atividade física pode melhorar a qualidade de vida. Não foi constatado que os programas de exercício têm quaisquer efeitos negativos, como o aumento da gravidade e frequência de das crises de asma.
 
QUANDO A ATIVIDADE FÍSICA PODE LEVAR A UMA CRISE DE ASMA?
A atividade física geralmente só leva a uma crise de asma se a doença é mal controlada ou a atividade é muito extenuante. O risco de crise induzida pelo exercício é baixo se a pessoa está ciente do problema e está preparada para o esforço físico. É importante ajustar o uso de medicação para a asma de acordo com a situação. 
 
EXISTE ALGUM TIPO DE EXERCÍCIO OU ESPORTE MELHOR PARA QUEM TEM ASMA?
Não está claro se certos tipos de esportes são mais adequados do que outros para quem tem asma, nem a frequência e a intensidade que as atividades físicas devem ter. Uma coisa que sabemos é que o ar frio aumenta o risco de crises de asma. Então, se certas atividades físicas conduzir a mais ataques de asma que outras, o tipo de esporte não é necessariamente o culpado. Fatores externos podem desempenhar um papel importante aqui também. Por isso as crises são mais comuns quando as pessoas fazem esportes de inverno. 
 
A NATAÇÃO É O MELHOR ESPORTE PARA QUEM TEM ASMA?
A natação é um excelente esporte para quem tem asma e traz os mesmos benefícios como tantas outras atividades aeróbicas. O exercício físico realizado dentro de uma piscina é benéfico à mente e ao corpo, sobretudo às articulações, que são poupadas de grandes impactos. O risco maior para a asma de quem pratica natação é a exposição ao cloro da piscina, substância muito irritante das vias aéreas e que está associada com o maior risco de crise em asmáticos.
 
MEU FILHO TEM ASMA E EU GOSTARIA QUE ELE NÃO PARTICIPASSE DAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA NA ESCOLA. ELE PODE TER UM ATESTADO MÉDICO PARA SE AFASTAR?
Essa preocupação não se justifica. Muito pelo contrário, a criança ou o adolescente com asma deve participar das aulas de educação física, pois isso trará melhor condicionamento físico, melhor qualidade de vida e reduzirá os sintomas da doença. O cuidado que se deve ter é o de manter o tratamento adequado para a asma para que a doença esteja sob controle, ajustar o uso de medicação para a asma de acordo com a situação e respeitar o nível de aptidão de cada um. 
 
EU POSSO TER UM ALTO RENDIMENTO NO ESPORTE MESMO TENDO ASMA? 
Um estudo recente revelou que a asma é a doença crônica mais comum em atletas olímpicos. Eles avaliaram dados de cinco olimpíadas entre 2002 e 2010 e observaram que cerca de 8% dos atletas sofriam de asma. Outro estudo observou que os atletas com asma recebem aproximadamente duas vezes mais uma medalha que os seus pares não-asmáticos. Nos Jogos Olímpicos de Pequim, 17% dos ciclistas e 19% dos nadadores relataram diagnóstico de asma; esses atletas ganharam 29% e 33% das medalhas nessas modalidades.

Existem diversos atletas que iniciaram a prática esportiva devido a asma e tornaram-se campeões em suas modalidades: Marta e David Beckhan (futebo-figura 1), Sandra Soldan (triatlon-figura 2), Fernando Scherer (figura 3), Gustavo Borges e Mark Spitz (natação), Jaime Oncins e Justine Henin (tênis), Paula Radcliffe (maratona), Aurélio Miguel (judô) e tantos outros.
 
QUAIS CUIDADOS O ASMÁTICO DEVE TER QUANDO FOR INICIAR A PRÁTICA DE ESPORTES?
Conversar com o seu médico antes da prática do esporte e fazer o tratamento correto da asma para que não ocorram crises durante o exercício.  Cuidados com o ambiente onde o esporte é realizado (poeira, colchões com mofo, cheiros fortes, cloro da piscina).
 
FONTES:
  1. Chandratilleke MG, Carson KV, Picot J, Brinn MP et al. O treinamento físico para a asma. Dados Cochrane Sys Rev 2012;(5): CD001116.
  2. Kenneth D. Fitch. ."An overview of asthma and airway hyper-responsiveness in Olympic athletes". British Journal of Sports Medicine. 2012; 46(6): 413-416.
  3. McKenzie DC, Fitch KD. The asthmatic athlete: inhaled Beta-2 agonists, sport performance, and doping. Clin J Sport Med. 2011 Jan;21(1):46-50.
Compartilhar:

CONTATOS

HIGIENÓPOLIS
Rua Conselheiro Brotero, 1539 - Cont. 111

Telefones: 55 (11) 3661-1740 / 3667-1017

SANTANA
Rua Dr. Zuquim, 449 - conj. 74

Telefones: 55 (11) 2973-2440 / 2283-0037

Marque sua consulta

Tira Dúvidas

Inaladores"

Tabagismo"