É POSSÍVEL PARAR DE FUMAR

EXISTE TRATAMENTO PARA DEIXAR DE FUMAR?
A cessação do tabagismo é um processo que se inicia com a decisão de parar de fumar e só termina com a abstinência mantida por longo período de tempo. Parar de fumar não é apenas um tratamento, mas uma mudança de comportamento na qual o sujeito é ativo na sua própria mudança. Ninguém consegue mudar algo em si se não estiver disposto a fazer isso. Por isso, apenas tomar medicamentos não faz ninguém parar de fumar. Parar de fumar é uma decisão individual e própria de cada um. 
 
Os medicamentos disponíveis irão auxiliar o dependente nessa fase de mudança, especialmente na superação da síndrome de abstinência. Hoje em dia existe uma série de estratégias para auxiliar o fumante no abandono do hábito de fumar. Estes tratamentos buscam abordar tanto a dependência química quanto a psicológica. 
            
O QUE É A SÍNDROME DE ABSTINÊNCIA?
Alguns, mas não todos os fumantes, apresentam síndrome de abstinência ao parar com o cigarro. Esse período que se segue imediatamente após a cessação do tabagismo é caracterizado por certo desconforto. No entanto, não se deve esperar sentir uma angústia intensa como resultado do parar de fumar; muitos indivíduos não apresentam nenhum sintoma.
 
Os momentos intensos de desejo de fumar que ocorrem nesse período podem ser chamados por “compulsão” ou “fissura” (craving). Cada episódio de fissura não costuma durar mais que 5 minutos. Essa é uma manifestação bastante comum e que tende a tornar-se gradativamente esparsa. Quando se resiste a essa compulsão e não se fuma, a tendência é que ela retorne cada vez mais espaçadamente e menos intensa.
Tontura, dores de cabeça, dificuldade de concentração, depressão, constipação intestinal, aumento do apetite (especialmente para doces) e alterações do sono (sonolência ou insônia) também são sintomas que podem ser observados e que fazem o fumante buscar novamente o cigarro. É importantíssimo lembrar que esses sintomas desagradáveis são pouco observados entre os fumantes que estão sob tratamento. Portanto, deve-se saber reconhecê-los e não criar expectativas negativas de forma antecipada. Ansiedade em excesso pode atrapalhar.
 
Na fase de abstinência deve-se evitar bebidas estimulantes como café, chá preto e o álcool. Engajar-se em um programa regular de atividade física ajuda a superar essa fase e a caminhada é um ótimo exercício. A atividade física, além de neutralizar o desejo de fumar, é um excelente componente para manter a boa forma aeróbia e evitar ganho de peso.
 
COMO SUPERAR OS MOMENTOS DE “FISSURA”?
O melhor caminho para superar um desejo intenso de fumar que ocorre nos períodos de abstinência é não valorizá-lo demais. Quando experimentar essa necessidade por cigarros, o fumante deve dirigir sua atenção para outra coisa que não seja seu desejo por cigarros, pois, se ignorado, a fissura desaparecerá em cerca de cinco minutos. 
 
Devem-se evitar bebidas estimulantes como café, chá preto e o álcool. Beber um copo de água, conversar com um amigo, fazer um rápido exercício de relaxamento, caminhada ou qualquer outra atividade que o mantenha ocupado momentaneamente são técnicas eficazes de superar esse momento.
 
O QUE É O TESTE DE FAGERSTRON?
O teste de Fagerstron é um teste rápido que pode ser realizado para se avaliar o grau de dependência à nicotina. Através de respostas a um questionário, é possível saber o quanto um fumante é dependente à nicotina. Pontuação acima de 5 indica graus de dependência elevada e possivelmente o fumante vai se beneficiar de tratamento médico para o abandono do tabagismo.
 
Responda às perguntas abaixo e avalia seu grau de dependência à nicotina:

1. QUANTO TEMPO APÓS ACORDAR VOCÊ FUMA 
O SEU PRIMEIRO CIGARRO?
Dentro de 5 min: 3 pontos
Entre 6 e 30 min: 2 pontos
Entre 31e 60 min: 1 ponto
Após 60 min: 0 pontos


2. VOCÊ ACHA DIFÍCIL NÃO FUMAR  EM LUGARES PÚBLICOS, COMO IGREJAS, BIBLIOTECAS, CINEMAS, ÔNIBUS, ETC?
SIM 1 ponto
NÃO 1 ponto

 
3. QUAL O CIGARRO DO DIA TRAZ MAIS SATISFAÇÃO?
O primeiro da manhã: 1 ponto
Outros: 0 pontos


 

4. QUANTOS CIGARROS VOCÊ FUMA POR DIA?
Menos de 10: 0 pontos
De 11 a 20: 1 ponto
De 21 a 30: 2 pontos
Mais de 31: 3 pontos


5. VOCÊ FUMA MAIS FREQÜENTEMENTE PELA MANHÃ?
SIM: 1 ponto
NÃO 0 pontos


6. VOCÊ FUMA MESMO QUANDO ESTÁ DOENTE, QUANDO PRECISA FICAR DE CAMA A MAIOR PARTE DO TEMPO?
SIM: 1 ponto
NÃO 0 pontos


CONCLUSÃOSOBRE O GRAU DE DEPENDÊNCIA:
0 a 2 pontos: Muito baixo
3 ou 4 pontos: Baixo
5 pontos: Médio
6 ou 7 pontos: Elevado
8 a 10 pontos: Muito Elevado


QUANTO TEMPO APÓS DEIXAR DE FUMAR PODE-SE PERCEBER OS BENEFÍCIOS?
É inegável que ocorrem benefícios após a parada com o cigarro. Alguns serão percebidos imediatamente após a cessação do tabagismo; outros levarão mais tempo para serem notados.

 

Em 20 minutos: A pressão arterial e os batimentos cardíacos retornam ao normal;
Em 8 horas: Os níveis de monóxido de carbono retornam ao normal;
Em 1 dia:
Redução do risco de 
ataque cardíaco;
Em 3 dias:
Relaxamento dos brônquios 
e aumento da capacidade respiratória;
Em 2 a 12 semanas: Melhora da circulação;
Em 1 a 9 meses:
Redução de tosse, 
infecções e melhora da capacidade respiratória;
Em 1 ano: Redução do risco de doença coronariana em 50%;
Em 10 a 15 anos:
Risco de doença coronariana 
é igual ao de uma pessoa 
que nunca fumou;
Em 15 a 20 anos:
O risco de câncer se 
aproxima do risco de uma pessoa que nunca fumou.


TODO FUMANTE TEM CONDIÇÕES DE PARAR DE FUMAR?
Como se sabe, o processo de abandono do tabagismo envolve vontade, disciplina e a superação da fase de abstinência. É muito difícil mudar comportamentos, mas existem fatores que nos levam a procurar mudanças em nossas vidas. O principal deles talvez seja a motivação.
 
A motivação é um estado de prontidão para a mudança. Existem diversos estágios pelos quais passam uma pessoa que está disposta a realizar uma mudança em sua vida. Esses estágios foram descritos da seguinte forma: 
 
1. Pré-ponderação: é aquele momento em que a pessoa ainda não está considerando a possibilidade de mudança. Alguns chamam essa fase por pré-contemplação.
 
2. Ponderação: quando a pessoa já tem alguma consciência do problema. Este é um período de ambivalência. A pessoa tanto considera o problema como o rejeita. Essa também é conhecida por “contemplação”.
 
3. Determinação: neste estágio a pessoa pode dizer coisas como: "eu preciso fazer algo em relação ao problema", ou "isso é sério, algo tem que mudar". Esta etapa é considerada como se fosse uma janela que se abre para a oportunidade durante um período de tempo. Se nesse momento a pessoa entrar em ação, o processo de mudança continua. Caso contrário, ela volta à fase anterior de ponderação. 
 
4. Ação: é o momento dos passos efetivos em direção à mudança. A maioria das pessoas que deixam de fumar o fazem nesta etapa, seja por conta própria ou com a ajuda médica.
 
5. Manutenção: este estágio é caracterizado pela garantia da mudança. A pessoa precisa manter a disciplina e as conquistas obtidas, caso contrário podem ocorrer lapsos ou recaídas, caso a mudança não seja definitiva.
VOLTAR
Compartilhar:

CONTATOS

HIGIENÓPOLIS
Rua Conselheiro Brotero, 1539 - Cont. 111

Telefones: 55 (11) 3661-1740 / 3667-1017

SANTANA
Rua Dr. Zuquim, 449 - conj. 74

Telefones: 55 (11) 2973-2440 / 2283-0037

Marque sua consulta

Tira Dúvidas

Inaladores"

Tabagismo"